Breve descrição de Graz

Deixe-se fascinar pelo ambiente daquela que foi a capital cultural européia em 2003...

Situado bem no meio da cidade, reina o Schlossberg, um castelo com bosque onde é possível passear por seus arredores. Da então fortaleza hoje só resta a Torre do Relógio (Uhrturm), que se mantém em sua totalidade e é símbolo tradicional da cidade. Como novo símbolo, desde o ano 2003 flutua sobre a margem direita do Mur o edifício Kunsthaus, como uma gigante e resplandescente bolha azul.

Entre tradição e vanguarda, na cidade de 305.000 habitantes o visitante encontrará monumentos como a Catedral de estilo gótico tardio, que lembra a época em que Graz era una cidade imperial; o mausoléu onde descansa o imperador Fernando II; o Landeszeughaus (museu militar), impressionante por suas 32.000 importantes armas históricas e apetrechos expostos em cinco andares; e o edifício do Landhaus (governo regional), com seus pórticos renascentistas e que quase poderia ser considerado um “Palazzo” veneziano.

No princípio do século XIX o arquiduque Juan fundou o maior museu regional da Áustria, o Joanneum, onde a Estíria deposita sua total confiança no que se refere a ciência, cultura e arte. Com motivo do título de capital cultural européia de Graz em 2003, cogitou-se construir uma ilha sobre o Mur, a “Murinsel”. Hoje, esta construção metálica com forma de concha meio aberta pode ser visitada diariamente.

Festivais culturais de prestígio, como o de "Styriarte", dedicado especialmente à música clássica, ou o outono da Estíria (Steirischer Herbst), festival que gira em torno do teatro, arte pictórica, cinema, literatura e música, serão outra atração da cidade, assim como seus Verões de Jazz ou concertos no castelo de Eggenberg. Para celebrar acontecimentos, as instalações como o edifício “Kunsthaus”, da Ópera, do Teatro e o Fórum Stadtpark também são excelentes opções de lugares onde apreciar seus extraordinários eventos.