Breve descrição de Zagreb

Zagreb, cidade de coraçőes

Uma história tumultuosa, uma cultura rica e uma geografia ímpar fazem de Zagreb uma cidade apaixonante. Com muitos tesouros por descobrir... e desfrutar. A cidade de Zagreb, capital da Croácia, é o centro cultural, científico, económico e administrativo da República da Croácia, acolhendo o Parlamento (Sabor), o Presidente e o Governo. Situada na intersecção geográfica, cultural, histórica e política do Este e do Oeste do país, alia o espírito continental ao mediterrânico num conjunto particular. A sua posição geográfica privilegiada entre a Planície Panónica, os Alpes e a região Dinárica tornou possível a criação duma povoação de comunicação livre. Uma quarta parte da população total da Croácia, cerca de um milhão de habitantes, mora em Zagreb. Durante séculos, os seus habitantes chegavam das diferentes partes da Europa e, mais recentemente, de vários pontos da Croácia, o que contribuiu para enriquecer culturalmente a cidade. Hoje, Zagreb é uma metrópole segura, convidando-nos cordialmente a conhecer a sua história tumultuosa e as suas gentes interessantes. Nesta cidade, fazem-se facilmente novos conhecimentos e amizades e vivem-se aventuras inesquecíveis. As sequências históricas leêm-se como um livro ilustrado nas fachadas conservadas dos edifícios e as ruas e praças respiram a convivência das diferentes mentalidades. Deixe-se levar pelo ambiente desta metrópole descontraída, descubra o fascínio do seu passado... e aprecie a beleza das zagrebinas. organizado – Andautonija – de que o parque arqueológico em Ščitarjevo é testemunho. A Zagreb que hoje conhecemos, e que coincide com o núcleo histórico actual, foi fundada na Idade Média nas duas colinas: o Gradec secular, hoje a Cidade Alta (Gornji Grad), e o Kaptol sacro. O primeiro monumento escrito de Zagreb data do ano 1094 quando o rei Húngaro Ladislau, no seu caminho para o Mar Adriático, funda a diocese de Zagreb no monte Kaptol. A catedral de Zagreb, no estilo neo-gótico, domina ainda hoje o cenário da cidade e as muralhas renascentistas em seu redor são das poucas ainda conservadas nesta parte da Europa. Nos tempos tumultuosos das invasões das tribos mongóis na Europa Central, Gradec, a segunda parte do núcleo de Zagreb, foi palco.

{yoogallery src=[/images/stories/article-gallery/cities/croatia/zagreb/Zagreb_city_with_a_million_hearts] width=[150] height=[150] thumb=[plain] spotlight=[1] count=[8]}